Replicando Arquivos entre Host físico e Containers com Docker no Windows Server 2016

Nesse artigo vamos mostrar como você pode compartilhar arquivos entre o host físico e um container utilizando o Docker no Windows Server 2016 de forma bidirecional. Vamos ver como isso funciona na prática.

Em nosso host físico, criamos uma pasta no seguinte caminho “C:\Containers-Dados”, confira na imagem abaixo:

Criamos 3 (três) arquivos de de texto em nosso exemplo, sendo:

  • ViniciusMozart01.txt
  • ViniciusMozart02.txt
  • ViniciusMozart03.txt

Vamos rodar o comando no docker para criarmos a replica desses 3 (três) arquivos para uma nova pasta dentro do nosso Container chamada “Mydata”, segue comando:

docker run -it -v c:\containers-dados:c:\mydata vmozart/web powershell

Lembrando que o vmozart/web está localizado em nosso Docker Hub. Se você não possui um repositório com as imagens prontas, deverá baixá-las e ter em seu host físico para que o comando funcione.

Ao entramos no Container, já encontramos a pasta “Mydata” criado no comando acima:

Dentro do Container, já encontramos os mesmos 3 (três) arquivos que estavam em C:\Containers-Dados:

Agora fazemos o inverso, criaremos um arquivo dentro do Container na pasta “Mydata“. Para isso, digite o seguinte comando:

New-Item -ItemType file -Name ViniciusMozart04.txt -Value ‘Wenz Tecnologia’

Listando os arquivos do “Mydata”:

Ao abrirmos o C:\Containers-Dados, encontramos o arquivos ViniciusMozart04.txt, confira na imagem abaixo:

Com esse recurso, você poderá ter dados replicados entre seu Host físico e seu recipiente de Container. Essa função pode ser utilizada em muitos aplicativos para manter uma segurança de seus dados entre os Hosts e Containers. Esperamos que essa dica ajude todos os administradores que queiram entender um pouco da força do Docker na Infraestrutura de TI.

Windows Server 2016 Technical Preview: Restauração de Sistema

Nesse artigo vamos mostrar uma nova opção de “Recovery” que nunca existiu nas plataformas de Windows Servers durante toda sua existência. No Windows Server 2016, parece que isso vai mudar. Nas versões Preview o Windows Server 2016 possui o ícone para os serviços de restauração de sistema. Será que essa opção vai ser mantida na versão final do Windows Server 2016? Isso seria uma vantagem e uma evolução em uma plataforma de servidores?

No Windows Cliente essa opção nos ajuda muito no dia a dia, fazendo com que a manutenção das nossas estações efetuada de forma mais rápida, colocando o usuário na ativa em poucos minutos. Dentro de uma plataforma de servidores, um ponto de restauração será importantíssimo para reabilitarmos nosso servidor em caso de falhas e paradas inesperadas. Claro que devemos tomar certos cuidados ao criar um ponto de restauração, pois como todos nós sabemos, as vezes um ponto de restauração que já esteja comprometido por um vírus, poderá vir a tona a qualquer momento em um “Restore” do sistema operacional. Vamos ver agora essa nova opção do Windows Server 2016.

Veja que no painel de controle, a opção “Recovery” vem habilitada. Essa opção nunca foi liberada nas plataformas de servidores. Com certeza para os administradores será mais um ótimo recurso que trará mais segurança e mais uma forma eficaz de recuperação contra desastres e paradas inesperadas.

Por padrão a restauração de sistema vem desabilitada, portanto, você deverá habilitada para que funcione. Você precisa tomar muito cuidado, pois deverá definir um tamanho para o Recovery. Quando falamos em servidores, o tamanho do volume pode mudar em minutos, portanto, aconselhamos sempre monitorar ou criar um ponto de restauração manualmente a acompanhar o espaço disponível em suas unidades.

Veja abaixo que ativamos a restauração de sistema para a unidade c: e criamos um ponto de restauração com sucesso.

Agora vamos ver se o ponto estará disponível para utilizarmos, quando for preciso. Clique em “System Restore” e veja se o ponto criado permanece na lista. Selecione o ponto criado e clique em “Next“, como mostramos na imagem abaixo.

Pronto! Clique em “Finish” e o seu sistema será restaurado no Windows Server 2016.

Como trata-se de uma versão Preview, não sabemos se essa opção será mantida. Comente o que você acha sobre a restauração de sistema em plataforma do Windows Server e se gostaria que essa função continuasse. Com todos esses ataques dos últimos anos, seria muito com termos essa função em nossos servidores para possuirmos algo nativo em recuperação no Windows Server 2016.

Migrando Active Directory Windows Server 2003 para Windows Server 2016

​Nesse artigo vamos mostrar como migrar o seu Active Directory do Windows Server 2003 para o Windows Server 2016. Em diversas empresas ainda encontramos muitos controladores de domínio rodando o Windows Server 2003 e as razões para isso ocorrer são diversas, como: Falta de investimento em novas tecnologias, incompatibilidade de algum software terceiro que a empresa possui, falta de conhecimento e muitas vezes por comodismo. Se você, profissional de TI está lendo esse artigo e ainda possui um Windows Server 2003 em seu cenário, não deixe de mostrar ao seu superior e convence-lo que o upgrade é essencial para manter sua rede segura e sem problemas graves no ambiente.

​Vamos deixar claro que o Windows Server 2003 e o seu Active Directory, também pode ser migrado para o Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2. Vamos agora para a parte prática:

​Antes de iniciar o processo, você precisa conferir se o nível funcional de domínio e  floresta do seu servidor atual está para o nível Windows Server 2003. Caso não esteja, você deve aumentar o nível funcional de floresta e domínio antes de continuar o processo.
Importantíssimo: O Windows 2003 Server deve ser preparado para receber o Windows Server 2016, para isso necessário a ferramenta “adprep”. Muitas pessoas se confundem na hora de efetuar esse procedimento, pois não sabem qual mídia utilizar. Nesse caso como o Windows 2003 é 32bits e a mídia do Windows 2012 Server não possui o ADPREP32 apenas o ADPREP, é necessário a utilização da mídia do Windows Server 2008 32bits (Qualquer versão) e rodar o “ADPREP32”, se rodar o adprep do Windows Server 2012 ou Windows Server 2016, receberá mensagens de erro e não terá sucesso. Rode os comandos abaixo:

  • adprep /forestprep 
  • adprep /domainprep

Veja abaixo o comando sendo aplicado. Pressione “C” e pressione “Enter” para iniciar o processo de preparação do seu Active Directory. Após a finalização desse processo, execute o segundo comando para finalizar essa etapa de preparação.

​Em “Server Manager”, navegue para adicionar novas roles and features e instale o recurso “Active Directory Domain Services”. Abra a console para geração de domínio e selecione “Add a domain controller to an existing”, como mostra a imagem abaixo:

Selecione a caixa de DNS e Catálogo Global e insira a senha. Clique em “Next”:

​Clique em “Next”:

​Clique em “Next”:

​Confira os caminhos do database, arquivos de log e SYSVOL. Se tudo estiver ok, clique em “Next” para continuar o processo de instalação do domínio adicional:

​Como já preparamos o nosso domínio em nossa primeira etapa, estamos prontos para continuar. Clique em “Next”:

​Revise o arquivo de configuração que será aplicado em seu domínio atual. Se estiver de acordo com as configurações clique em “Next” para continuar o processo:

​Pronto! Os requisitos para adicionar o novo controlador de domínio adicional foram aceitos. Clique em “Install” e acompanhe o processo de instalação até que o seu servidor seja reiniciado automaticamente.

​Importante: Vale lembrar que esse procedimento não faz com que o seu novo servidor se aproprie de todas as funções mestres e seja o controlador de domínio principal. Para migrar todas as funções para o novo servidor, você pode seguir o artigo abaixo do nosso amigo Thiago Guirotto e migrar as 5 funções FSMO.

Transferir FSMO:

https://social.technet.microsoft.com/wiki/contents/articles/6729.como-transferir-as-5-fsmo-mestres-de-operacoes-para-outro-controlador-de-dominio-pt-br.aspx

​Espero que tenham gostado e lembre-se que o Windows Server 2003 em sua rede, pode ser um grande buraco em sua segurança. Faça já o seu upgrade. 

WhatsApp chat